TRAGO EM MIM

Letra: Graciano Caseiro


Trago em mim, uma identidade
Que não representa o meu ser
Utiliza a marca da perversidade
Que sei: não é meu viver.
Somos usados, abusados por esta sociedade
Destoante, irritante, corporativista,
Fazendo de nós uma moeda com pouca utilidade,
Qual é a finalidade?
Somos cidadãos rotulados
Por uma sociedade mal agradecida
Tentando fugir, somente me prendi

No mundo irreal, imoral, sem voz
Do qual, somos filhos de uma ditadura
Falida e carismática.
Ao acordar, lembrar dos meus antepassados
E ao dormir, sumir do futuro-presente.

Somos um tipo atraente da atual
Situação cômica de um país
De uma importância irônica,
Por não querer ser,
De uma era moderna, ineficiente,
Abusivamente incoerente
Que você não deixe se perverter,
E deseje ser somente você
Cuidando de seu viver
E construa o teu querer
Dizendo não-a-violência
Identidade falsa que tentam
Passar nesta sociedade que falta
Mais fé, esperança e amor pelo próximo,
Sem o verdadeiro sentido de entender
O que é a paz que só Jesus Cristo tem.

Homenagem as pessoas em situação de dependência química



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vamos trabalhar buscando o melhor para o nosso próximo

Festa Sou Solidário Somar Para diminuir 2017

A busca da identidade própria